Batata foi liberado da cadeia nesta quarta

Prefeito de Caicó, Robson 'Batata', foi preso em Operação do MPRN — Foto: Reprodução/Inter TV CabugiO Tribunal de Justiça do RN concedeu, nesta quarta-feira (10), liberdade ao prefeito de Caicó Robson Araújo, mais conhecido como Batata, e também ao vereador Raimundo Inácio Filho, o Lobão. Ambos foram presos no dia 14 de agosto deste ano durante a Operação Tubérculo.

Segundo a assessoria de comunicação do TJ, as prisões preventivas dos dois foram substituídas por mediadas cautelares. Entre as medidas, está a determinação de ambos permanecerem afastados de suas funções por 180 dias.

Bolsonaro lidera pesquisa para segundo turno

O Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta quarta, dia 10, e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Homem disse que só se entrava morto e acabou morto em confronto

Uma ação integrada das forças de segurança da cidade de Assú (POLÍCIA CIVIL e POLÍCIA MILITAR), resultou na apreensão de duas armas de fogo, uma pequena quantidade de drogas e com a neutralização de um perigoso criminoso que aterrorizava a região do Vale do Assú.
Por volta das 17h, equipes da Delegacia de Polícia Civil de Assu e do 10º Batalhão da Polícia Militar iniciaram uma operação com o objetivo de prender o foragido da justiça TAIRONE DANTAS DA FÉ (28 anos), que havia arrancado a tornozeleira eletrônica e vinha cometendo diversos crimes, dentre eles a suspeita de participação no latrocínio do vigilante do Hospital Regional, em março de 2018, juntamente com DANIEL ALVES, vulgo “PEBA”, matando a vítima e levando a arma dele.
Tairone estava escondido às margens de um açude, na zona rural de São Rafael, tendo montando toda uma estrutura para sua sobrevivência e, ao perceber a presença das forças de segurança, reagiu atirando contra os policiais.
Duas armas de fogo foram encontradas e apreendidas no local. Ele foi neutralizado e socorrido para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
Tráfico de drogas, roubos, latrocínio e homicídios eram os crimes dos quais TAIRONE era investigado, já tendo sido ele condenado pelo crime de tráfico de drogas.
Por Focoelho

 

Policial que matou ladrão ao defender crianças de assalto em uma escola é eleita deputada federal em São Paulo

A policial de São Paulo que ficou famosa por matar um ladrão em frente a uma escola em Suzano, na Grande São Paulo, em maio deste ano, conseguiu se eleger deputada federal. Kátia da Silva Sastre, 42 anos, foi a sétima mais votada no estado de São Paulo. Com 100% das urnas apuradas, ela recebeu 264.013 votos, o equivalente a 1,25% dos válidos. Ao todo, São Paulo elege 70 deputados federais.

Utilizando o nome de Policial Katia Sastre na urnas, a PM se envolveu em uma polêmica durante a campanha. Ela utilizou o vídeo em que mata o assaltante para pedir voto ao eleitor. Ela compartilhou o vídeo no Facebook, no começo de setembro. “Atirei, e atiraria de novo”, diz a candidata.

O vídeo foi divulgado pela cabo Kátia com legenda. Nele, o criminoso chega apontando uma arma e dizendo “perdeu seu filho da…”. Na sequência, a candidata anuncia que é “polícia” e atira nele, que acaba morrendo. Vestida com trajes militares, ela diz que sua filha e outras crianças estavam na mira do bandido e que agiu como policial e mãe. “Vou ter sempre a mesma atitude no combate ao crime.

Prenderam Sardinha

Um homem identificado como Sardinha foi preso na tarde dessa segunda feira em São João do Sabugi por estar na posse de uma moto roubada. O investigado foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil na cidade de Caicó.

Por Blog do Jair Sampaio

Justiça recebe denúncia contra 19 acusados de superfaturar contratações de bandas em Guamaré, RN

Operação Máscara Negra também cumpriu mandados de busca e apreensão em Macau e Guamaré — Foto: Carlos Adams/G1A Justiça potiguar recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte contra 19 pessoas pelos crimes de peculato, fraude a licitação e associação criminosa. Todos são investigados na operação Máscara Negra, deflagrada em 2013. O dinheiro público foi desviado da Prefeitura de Guamaré, segundo o MP, através da contratação de bandas para o carnaval do ano de 2012. A fraude chega a R$ 414 mil – valor não atualizado.

Em 2013, quando a operação foi deflagrada, alguns desses réus chegaram a ser presos temporariamente e, desde então, estão proibidos de ocuparem cargos na Prefeitura de Guamaré.

De acordo com a acusação do MP, o grupo contratou, sem licitação, 22 bandas para o Carnaval de 2012 promovido pela Prefeitura de Guamaré. O valor gasto somente com essas contratações totalizou R$ 2,7 milhões. Além das provas obtidas através da apreensão de documentos no dia em que a operação foi deflagrada, o Ministério Público se baseou na colaboração premiada de um empresário enunciado para denunciar as pessoas envolvidas no esquema fraudulento.

Após apuração, o MP diz que ficou comprovado o superfaturamento e consequente desvio dos cofres públicos, realizado através de prévios acertos entre servidores públicos chefiados pelo ex-prefeito da cidade e os empresários que intermediavam as contratações. O MPRN afirma que provou que o contrato com a prefeitura foi celebrado em valores muito superiores aos que as bandas efetivamente receberam, sendo a diferença desviada em benefício dos associados do crime.

A operação Máscara Negra cumpriu 53 mandados de busca e apreensões e 14 mandados de prisões temporárias em 2013, todos expedidos pela comarca de Macau.

Acusado de tráfico foi preso em Parelhas

Nesta segunda (01/10/18) a Polícia Civil de Parelhas tendo à frente o Delegado Dr. Alex Freire conseguiu prender, em cumprimento à mandado de prisão preventiva, Josean Araújo dos Santos, de 41 anos.
Josean foi preso pelo crime de tráfico de drogas, sendo ele a pessoa que vendia drogas para o adolescente Claudimar Jefferson de Melo, de 17 anos, cujo corpo foi encontrado carbonizado na última terça, alguns dias após ser noticiado o seu desaparecimento.
O preso será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da justiça.
JAIR SAMPAIO

Assalto foi registrado em clínica de Currais Novos

POR BLOG DA PM DE CURRAIS NOVOS – Por volta das 07h30min da manhã dessa segunda-feira (01/10/18) a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de roubo em uma clínica localizada na rua José Carlos Ferreira, bairro JK, próximo a Rede Mais em Currais Novos.
Segundo a Polícia, uma mulher que faz a limpeza do local chegou para trabalhar e se deparou com dois ladrões que já estavam dentro da clínica. Ela foi rendida e obrigada a levá-los até o local onde funciona o caixa de onde roubaram cerca de R$-700,00.
A vítima informou que os acusados usavam capuz e entraram por uma janela. Eles deveriam conhecer o local, tendo em vista, não apareceram nas câmeras de segurança instaladas no interior do estabelecimento.
A Polícia Civil já começou a investigar o caso.
Os bandidos fugiram pela mesma janela e ainda não foram identificados.

Styvenson é destaque no Jornal O Globo

Por Blog do Robson Pires – O Capitão Styvenson (Rede) foi destaque ontem no Jornal O Globo, que contou toda a trajetória do candidato. O Jornal mostrou como Styvenson ficou famoso por educar a população potiguar contra a bebida e a direção, além de destacar sua ação social e a admiração do povo potiguar por ele, e que lidera todas as pesquisas para o Senado, de acordo com as últimas pesquisas.

Policia não descarta que jovem de Parelhas tenha sido vítima de latrocínio

Claudimar Jefferson tinha 17 anos — Foto: Reprodução/FacebookO corpo encontrado carbonizado na zona rural de Parelhas na terça-feira (25) é mesmo o do adolescente Claudimar Jefferson da Silva Melo, de 17 anos. A identificação foi confirmada pela família do adolescente na noite desta quinta (27) após a conclusão dos exames de arcada dentária feitos no Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), em Natal.

Claudimar morava com a família. Todos são de Parelhas, cidade da região Seridó potiguar. O estudante, que cursava Informática no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), foi visto pela última vez com vida no dia 22, quando saiu de casa sem dizer para onde iria. Ele estava de moto quando desapareceu.

Parentes, amigos e a polícia passaram três dias mobilizados à procura do rapaz, até encontrarem um corpo carbonizado em uma região de difícil acesso chamada de Areias. Desde então, a angústia da família era para saber se o corpo era mesmo o de Claudimar.

“Agora, por um lado temos o alívio de acabar com a dúvida e por outro a dor de ter a certeza que ele foi assassinado”, disse Cleiton Melo, tio do garoto.

Investigação

Em contato com o G1, o delegado Alex Wagner, titular da DP de Parelhas, disse que ainda não há uma linha de investigação definida. Embora não descarte a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que a motocicleta do estudante não foi encontrada, também existe a possibilidade de Claudimar ter sido vítima de traficantes.

A pena também vai para quem cometer crimes dolosos

Com a mudança na legislação, também poderão perder o poder familiar quem for condenado por crimes dolosos (com intenção) sujeitos à pena de reclusão cometidos contra pessoa que detém igual poder familiar ao condenado, por exemplo, seu cônjuge ou companheiro, mesmo que divorciado.

Ele sancionou ainda uma terceira lei, que assegura atendimento educacional, durante o período de internação, ao aluno do ensino básico que estiver internado para tratamento de saúde em regime hospitalar ou domiciliar por tempo prolongado.

Pornografia de vingança agora é crime previsto

O texto sancionado também torna crime a divulgação, por qualquer meio, vídeo e foto de cena de sexo ou nudez ou pornografia sem o consentimento da vítima, além da divulgação de cenas de estupro.

A lei aumenta a pena em até dois terços se o crime for praticado por pessoa que mantém ou tenha mantido relação íntima afetiva com a vítima, como namorado, namorada, marido ou esposa. A intenção é evitar casos conhecidos como pornografia de vingança.

Pela lei sancionada o crime tem pena prevista de um a cinco anos de cadeia

Pela lei sancionada, fica caracterizada importunação sexual o ato libidinoso praticado contra alguém, e sem a autorização, a fim de satisfazer desejo próprio ou de terceiro. A pena prevista é de um a cinco anos de cadeia.

A proposta ganhou força quando foram registrados casos de homens que se masturbaram e ejacularam em mulheres em ônibus. Um dos episódios de maior repercussão ocorreu em São Paulo.

Ministro sanciona lei que torna crime a importunação sexual

O presidente da República em exercício, ministro Dias Toffoli, sancionou na manhã desta segunda-feira (24) lei que torna crime a importunação sexual e aumenta a pena para estupro coletivo. Toffofi também sancionou lei que amplia as situações em que pode haver perda do poder familiar. Até então, havia a possibilidade de perda do poder familiar se houvesse agressão contra o próprio filho ou filha.

Recém-empossado como presidente do Supremo Tribunal FederaL (STF), Toffoli assumiu temporariamente a Presidência da República em razão da viagem do presidente Michel Temer para Nova York, para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). O retorno de Temer está previsto para esta terça-feira (25).

O presidente do Supremo é o quarto da linha sucessória. Como o país está sem vice-presidente, o segundo sucessor seria o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O terceiro, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Mas como ambos são candidatos à reeleição, eles deixam o país quando Temer viaja porque podem ficar inelegíveis caso assumam a Presidência.