Policial civil acusado de matar colega a tiros em Natal vai a júri popular

 Tibério França, que está preso, foi denunciado pelo crime de homicídio duplamente qualificado (Foto: PF/Divulgação)

O policial civil Tibério Vinicius Mendes de França, acusado de matar a tiros o colega Iriano Serafim Feitosa, crime ocorrido em fevereiro do ano passado na Zona Sul de Natal, vai sentar no banco dos réus. A decisão de mandá-lo a júri popular foi tomada nesta segunda-feira (29) pelo juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, titular da 3ª Vara Criminal da capital. A data do julgamento, no entanto, ainda não foi definida.

O Ministério Público, que pede a condenação do policial pelo crime de homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima), ainda requer a transferência de Tibério para o Presídio Federal de Mossoró. A promotoria alega que ele, mesmo preso, vem fazendo ameaças a duas testemunhas.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s