CNJ proíbe que cartórios do Brasil registrem polifamílias

Sabe as chamadas polifamílias, aquelas formadas, por exemplo, quando um homem casa com duas mulheres, como já saiu aqui em abril de 2016? Pois bem.

A corregedoria do CNJ baixou portaria proibindo que cartórios do país lavrem escrituras reconhecendo essas uniões plurais. Decisão do ministro João Otávio de Noronha.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s