Possível assalto foi registrado neste Domingo (08) em Currais Novos

POR BLOG DO JOTA DANTAS – Populares ligaram para a PM de Currais Novos na tarde deste Domingo (08), informando que um mototaxista havia sido roubado por uma pessoa conhecida por Felipe, usando arma branca tipo faca peixeira. Contudo a Policia Militar foi ao local e não localizou nem vítima e nem acusado que pudesse caracterizar a ocorrência.

Policial militar cai de guarita na Penitenciária de Alcaçuz

Um policial militar caiu de uma guarita na Penitenciária de Alcaçuz no final da manhã deste domingo (8). Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal, e é a maior unidade prisional do Rio Grande do Norte.

De acordo com a Polícia Militar, o policial fazia a guarda da penitenciária e caiu de uma altura de aproximadamente 7 metros por volta das 11h30. O PM, que não teve a identidade revelada, estava com muitas dores na lombar e nos tornozelos.

A PM informou, através da assessoria de comunicação, que ainda vai averiguar as causas do acidente. O policial foi socorrido por uma equipe do Samu e levado para o Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, no início da tarde deste domingo.

União Nacional de Juízes repudia decisão de desembargador Favreto

A União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf) manifestou neste domingo ‘profundo repúdio’ diante da decisão do desembargador Rogério Favreto, plantonista no Tribunal Regional Federal da 4. Região (TRF-4) que, neste domingo, 8, deu habeas corpus e mandou soltar o ex-presidente Lula – medida revogada pouco depois pelo relator da Operação Lava Jato na Corte, desembargador João Pedro Gebran Neto.

Na avaliação da entidade dos magistrados federais, a decisão do plantonista representa ‘politização ilegal no Judiciário’. Favreto foi filiado ao PT entre 1991 e 2010 e trabalhou no governo Tarso Genro (PT), no Rio Grande do Sul. Ele atuou também na Casa Civil do governo Lula.

“A decisão não é juridicamente válida e tampouco merece qualquer crédito pelo seu caráter ilegal e manifestamente contrário aos princípios que regem decisões tomadas em sede de plantão judiciário, violando a sistemática de funcionamento prevista pelo Conselho Nacional de Justiça”, alerta a União Nacional dos Juízes Federais.

A entidade da toga federal declara seu ‘mais veemente repúdio pela afronta aos ditames da legalidade e sobretudo de honestidade que se espera de decisões judiciais’.

Cármen Lúcia se manifesta a respeito da situação de Lula

A ministra Cármen Lúcia divulgou uma nota sobre o vaivém da tentativa de soltar Lula

“A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos. O Poder Judiciário tem ritos e recursos próprios, que devem ser respeitados. A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes”