RN terá oito candidatos ao governo

Encerradas no último final de semana, as convenções partidárias definiram que o Rio Grande do Norte terá oito candidatos ao Governo do Estado nas eleições de 2018.

Se confirmada essa quantidade de postulantes – os partidos têm até o dia 15 de agosto para registrar as candidaturas –, a eleição deste ano terá quase o dobro de candidatos a governador em relação a 2014, quando cinco disputaram o cargo.

Confira os candidatos, por ordem alfabética:

BRENNO QUEIROGA

Partido: Solidariedade

Quem é: Engenheiro civil e ex-prefeito de Olho d’Água do Borges

Vice: Sérgio Leocádio (PSC)

Demais aliados: Democracia Cristã, Patriota, PPL, PSC e PV

CARLOS ALBERTO MEDEIROS

Partido: PSOL

Quem é: Mestre em Administração de Recursos Humanos, doutor em Administração e professor

Vice: Cida Dantas (PSOL)

Demais aliados: Não tem

CARLOS EDUARDO ALVES

Partido: PDT

Quem é: Bacharel em direito, ex-deputado estadual e ex-prefeito de Natal

Vice: Kadu Ciarlini (PP)

Demais aliados: DEM, MDB, Podemos e PP

DÁRIO BARBOSA

Partido: PSTU

Quem é: Professor e sindicalista

Vice: Socorro Ribeiro (PSTU)

Demais aliados: Não tem

FÁTIMA BEZERRA

Partido: PT

Quem é: Professora e senadora, ex-deputada estadual e ex-deputada federal

Vice: Antenor Roberto (PCdoB)

Demais aliados: PCdoB e PHS

FREITAS JÚNIOR

Partido: Rede Sustentabilidade

Quem é: Servidor público estadual

Vice: Flávio Rebouças (Rede)

Demais aliados: Não tem

HERON BEZERRA

Partido: PRTB

Quem é: Bispo evangélico

Vice: Ainda não divulgado

Demais aliados: Não tem

ROBINSON FARIA

Partido: PSD

Quem é: Atual governador, empresário e ex-deputado estadual

Vice: Tião Couto (PR)

Demais aliados: Avante, PMB, PMN, PPS, PR, PRB, Pros, PRP, PSB, PSDB, PTB e PTC

Defesa de Lula desiste de recurso com o qual tentava suspender prisão

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva desistiu nesta segunda-feira (5) de um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) com o qual tentava suspender a pena de prisão do ex-presidente até que a condenação seja analisada pelas instâncias superiores.

Em junho, o ministro Edson Fachin, relator do caso, negou conceder uma liminar (decisão provisória) para suspender a prisão e pediu que a defesa esclarecesse por qual razão primeiro mencionou a questão da inelegibilidade de Lula no pedido e depois reivindicou a retirada do tema do recurso.

Homens são presos após clonar dados de advogado

Dois homens foram presos na Zona Sul de Natal suspeitos de clonar os dados de um advogado e usar as informações para sacar dinheiro, fazer compras e conseguir empréstimos junto ao banco da vítima. O prejuízo total foi de R$ 14,5 mil. A prisão foi feita pela Polícia Civil e aconteceu por volta do meio-dia desta segunda-feira (6).

O crime foi percebido pela vítima na sexta (3), e o advogado logo procurou a polícia para dizer que havia sido lesado. Por volta das 17h daquele dia, recebeu várias mensagens no celular, informando de compras realizadas em seu cartão de crédito, que ele não havia feito.