POLICIAL FOI PRESO ACUSADO DE ESTUPRO

Policiais civis de Monte Alegre, com o apoio da Polícia Militar de São José do Mipibu, deram cumprimento, nesta terça-feira (25), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de um policial militar, suspeito da prática de estupro contra uma adolescente, no município de Monte Alegre, na Grande Natal.  

De acordo com as investigações, o crime aconteceu em 2022. No dia seguinte, o policial ameaçou a vítima e disse que mataria todos os familiares, caso ela contasse o fato para qualquer pessoa. Posteriormente, a vítima passou a ter crises de ansiedade, inclusive convulsões, sendo internada em um hospital. Ela informou sobre o ocorrido e fez o boletim de ocorrência. Mais tarde, o ato foi comprovado após a adolescente realizar exames no ITEP.

O homem foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo de Monte Alegre. Em interrogatório, o policial resolveu ficar em silêncio, sendo encaminhado ao Comando da Polícia Militar.

TRIBUNA DO NORTE

por Caboré Locações Publicado em Notícias

NELTER QUEIROZ PEDE FIM DE AGENDAMENTOS E REABERTURA DO DETRAN/RN

Em sua fala, durante sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (20), o deputado estadual Nelter Queiroz (PSDB) se mostrou insatisfeito com os serviços ofertados pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), em Natal, à população usuária daqueles serviços.

“Liguei para o diretor do DETRAN e ele me confirmou que só podemos entrar naquela repartição mediante agendamento pela internet. Agendar como, se a maioria da população não tem computador, não tem internet?”, indagou o parlamentar.

Ainda de acordo com Nelter, o DETRAN, por ser uma repartição onde existe um grande fluxo de serviços e de pessoas, onde também ocorre arrecadação financeira, não poderia funcionar sob regime de agendamento, o quê, na visão do deputado, é uma “ditadura”.

“Sabemos que ali, naquela região do DETRAN, tem várias pessoas que aproveitam para vender seu bolo, seu pastel, seu café, seu suco para complementar sua renda, e essas pessoas também estão proibidas de entrar no prédio”, reclamou o deputado, mostrando que essa medida causa prejuízos financeiros não só ao Estado, que deixa de arrecadar, mas também à população de baixa renda, que está impedida de comercializar seus produtos.

por Caboré Locações Publicado em Notícias