Atualização da situação dos postos de combustível de Currais Novos

A atualizacao a seguir faz referência ás 18h da sexta (25) de Maio de 2018

POSTO TOSCANO: SEM COMBUSTÍVEL

POSTO TOSCANO: SEM COMBUSTÍVEL

POSTO CURRAIS NOVOS: COM FILA CHEGANDO JÁ NA PRAÇA CRISTO REI

POSTO GALVÃO (Antigo Posto São Luiz): SEM GASOLINA

POSTO LAÍS: SEM GASOLINA INLUSIVE PARA OS VEÍCULOS DE EMERGÊNCIA

POSTO LOURA GÁS: SEM GASOLINA E DIESEL

POSTO LUBMAX: FILA GIGANTE

Anúncios

RN sedia reunião do Conselho Nacional de secretários de Justiça e Cidadania

Reunião Consej_Demis Roussos (1)O Rio Grande do Norte sedia hoje a reunião do Conselho Nacional de Secretários da Justiça, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej). O evento acontece no auditório da Governadoria em Natal e conta com a participação do diretor-geral do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), Carlos Felipe Alencastro, do presidente do Consej, Lourival Gomes e secretários de Justiça e Cidadania de 20 estados e do Distrito Federal.

O governador Robinson Faria abriu o evento e destacou a importância para a troca de experiência, sintonia de ações e procedimentos, e para a evolução no campo da inteligência. “Tenho certeza que teremos uma reunião altamente produtiva. O Brasil hoje vive uma guerra na segurança pública e a melhoria na segurança passa pelo aperfeiçoamento do sistema prisional”, afirmou o chefe do Executivo.

Caminhoneiros dizem que não ouve acordo com o governo e protesto continua

Greve dos caminhoneiros - Porto de Santos (Foto: Fellipe Abreu)As propostas anunciadas pelo governo federal para tentar conter a manifestação dos caminhoneiros não foi recebida por unanimidade pela categoria. Em Brasília, antes mesmo do término da reunião com o governo, José da Fonseca Lopes, da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCam), manifestou seu desacordo, de acordo com o portal G1. A entidade representa cerca de 650 mil caminhoneiros.

Depois do comunicado feito pelos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; da Secretaria de Governo, Carlos Marun; e da Fazenda, Eduardo Guardia, começaram a circular em redes sociais e aplicativos de mensagens em vídeo com caminhoneiros dizendo não terem sido representados no encontro em Brasília e que vão continuar a protestar nas estradas.

Governo e caminhoneiros anunciam proposta de acordo para suspender paralisação por 15 dias

Após uma reunião de mais de seis horas com representantes de entidades de caminhoneiros, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eduardo Guardia (Fazenda) e Valter Casimiro (Transportes) anunciaram na noite desta quinta-feira (24) a proposta do governo de um acordo para a suspensão da paralisação da categoria, que há quatro dias provoca bloqueios de rodovias e desabastecimento em todo o país.

Pelo texto do acordo, os representantes das entidades de caminhoneiros que ficaram até o final da reunião se comprometeram (à exceção de um) a “apresentar aos manifestantes” os termos do acordo.

Questionado se, com o anúncio, haverá normalização da situação, Padilha disse acreditar que a “qualquer momento” o movimento dos caminhoneiros começará a ser “desativado”.