Poema: olhe o que a droga fez comigo

Autor: Robinho Jota
o aprendiz de poeta

Eu morava em natal
com minha esposa
e a nossa filha
na casa da minha mãe
em uma grande harmonia

eu trabalhava pelas ruas
vendendo cintos e cds
dali eu tirava o sustento
pra pagar água, luz e comer

eu não ganhava muito bem
e até passei sufoco
almoçava um dia frango
e no outro dia ovo

a vida é bela pra quem pensa
e quem não pensa ela é cruel
no começo ela é docinha
e no fim é que nem fel

Eu saí da minha casa
E aventuras fui buscar
Esqueci da minha família
E em angicos fui morar

Influenciado por amigos
Um vacilo cometi
Me envolvi com a tal da droga
E depois só me iludi

Me iludi com a vida boa
Com mulheres de puteiro
Com bebidas e muitas farras
E a ganancia por dinheiro

E logo eu que sempre fui
Um rapaz trabalhador
De garson a cozinheiro
Já fui até supervisor

Eu comprei moto e sky
Caixa de som e televisão
Um note book, e um video game
Um cavaquinho e um violão

Mas isso tudo foi passageiro
Onde eu vivi só ilusão
Uma atitude impensada
Uma aventura sem noção

Eu não quis ouvir conselhos
Nem dos amigos, nem da familia
Eu só pensava em curtição
Dia e noite, noite e dia

Eu me envolvi com ás drogas
E cometi um grande erro
Abandonei a minha esposa
Por um amor aventureiro

Mas depois que eu fui preso
A minha vida lá mudou
O que era fácil, ficou difícil
O que era bom se acabou

E é por isso que eu digo
Que a droga é ilusão
Só engana, só destrói
E causa muita decepção

A droga é uma desgraça
E ela não trás felicidade
O seu efeito é uma catástrofe
Para toda sociedade

A droga faz você matar
E te transforma em bandido
Esse vício desgraçado
Faz roubar até amigos

A gente tem que se unir
Pra combater essa ilusão
A tal da droga já se espalhou
Nos quatros cantos da nação

A droga não trás benefícios
Ela só traz decepção
Eu estou falando isso
Porque vivi lá na prisão

Eu perdi a minha paz
E alguns amigos me deixou
A droga quase me arrebenta
E as decepções foi o que restou

Vocês tem que entender
Que o crime não compensa
A droga é uma droga
E ela causa dependência

A droga acaba com você
E lhe tira a alegria
Saí devastando tudo
E destrói várias famílias

Eu não tenho medo de falar
E nem vergonha de dizer
O que a droga fez comigo
Pode fazer com você

Eu tenho vários amigos
Que foram presos como eu
Uma parte ainda estão presos
E a maioria já morreu

O conselho que eu dou
É que não viaje nessa ilusão
A droga só leva a dois caminhos
O cemitério ou a prisão.

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s