CRIMINOSOS PRETENDIAM EXPLODIR ALCAÇUZ EM AÇÃO DE R$ 4 MILHÕES

A união entre uma facção criminosa e o chamado “Novo Cangaço” – criminosos especializados em ataques à instituições financeiras – iria resultar em um ataque ao Complexo Penitenciário de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. A ação seria composta por pelo menos 30 homens, que pretendiam resgatar cerca de 15 presos de dentro do pavilhão 5 do presídio.

Segundo publicou a Tribuna do Norte em reportagem divulgada neste domingo (16), a operação era tratada como “espetáculo” pelos envolvidos e ia requerer um investimento total de R$ 3 milhões a R$ 4 milhões.

Antes de ser executado, porém, o plano foi descoberto e frustrado pela Divisão Especializada no Combate ao Crime Organizado (Deicor). Pelo menos oito pessoas já foram presas desde o começo das investigações e 21 armas foram apreendidas, incluindo sete fuzis, além de cerca de 3.000 munições, coletes, balaclavas e veículos blindados que deveriam integrar do plano de fuga.

O objetivo do bando seria libertar detentos de grupos do “Novo Cangaço” e de uma facção criminosa do RN.

A Polícia Civil já tem a ideia de solicitar o encaminhamento dos presos resgatados para presídios federais. Os detentos não tiveram seus nomes revelados por questões de segurança e sigilo da investigação.

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s