Presença da imprensa, cigarros e algemas foram algumas das exigências dos internos do Ceduc de Caicó

alexandreokk.jpgPOR JAIR SAMPAIO – O motim que teve início por volta das 14 horas desta terça-feira (31) foi originado por adolescentes que cumprem medida de internação no Centro Educacional (Ceduc) da cidade de Caicó e durou aproximadamente duas horas. Três educadores que trabalham na unidade foram feitos reféns. A rebelião teve início após uma tentativa de fuga frustrada.

O comandante do policiamento na cidade, tenente-coronel Walmary Costa, conta que a PM precisou entrar no Ceduc para controlar o motim, porque os adolescentes tentaram matar outros internos que integrariam, segundo eles, uma facção rival.

Os internos fizeram algumas exigências para encerrar o motim. Os internos solicitaram a presença da imprensa em troca de liberar um dos agentes, o que não foi cumprido pelos infratores. Em seguida pediram cigarro e algemas. A negociação durou cerca de duas horas. “Normalmente, eles pedem bebida, cigarro e drogas”, disse o oficial.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s