Major Chaves esteve a frente da operação Trânsito Seguro

A Polícia Militar por meio do Comando de Polícia Rodoviária Estadual- CPRE na área do 2° GPRE/3° DPRE em Currais Novos/RN, realizou nesta terça (18) a Operação Trânsito Seguro, serviço Especial e ordinário com blitz e fiscalizações itinerantes de trânsito nas RNs 041 e 087 em Lagoa Nova/RN, área de circunscrição do 2° GPRE/3° DPRE, resultando os seguintes dados:

  • 77 Veículos Fiscalizados;
  • 09Autos confecionados;
  • 00 CNH’S recolhidas;
  • 00 CRLV’S recolhidos;
  • 03 Veículos Removidos ao DETRAN ;
  • 00 Acidentes de trânsito cm danos materiais;
  • 00 Acidentes de trânsito com vítimas Lesionadas;
  • 77 Condutores Abordados;
  • 15 Pessoas revistadas.

A operação desta terça-feira teve a frente o Major Marcos Chaves, que é o comandante do 3° DPRE e que tem estado presente também em outras operações junto ao efetivo.

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Deputada do RN critica ato contra aborto em menina de 10 anos que foi estuprada: “Nojo”

A deputada federal Natália Bonavides (PT) criticou o movimento contrário ao aborto de uma menina de 10 anos, feito por um grupo de religiosos, no domingo (16), de frente ao hospital em Recife, capital de Pernambuco. A jovem engravidou após ser estuprada por mais de quatro anos pelo tio, no interior do Espírito Santo. 

“Esses fanáticos que tentaram obrigar uma criança de DEZ ANOS que foi ESTUPRADA a seguir uma gravidez de alto risco – resultado de um estupro!!! – são criminosos. Chamaram a menina de assassina e atacaram a clínica em que ela estava. Pró-vida?! Humanidade passou longe! Nojo”, publicou no seu Twitter. 

Além de Bonavides, outras personalidades se opuseram, nas suas redes sociais, contra os atos contrários ao aborto. Os protestos ganharam maiores números após a militante bolsonarista, Sara Winter, divulgar o endereço do hospital, onde a interrupção da gravidez aconteceria. 

O caso ganhou repercussão nacional após a Justiça do Espírito Santo anunciar que analisaria a possibilidade de a criança abortar o feto. A hesitação da Justiça provocou revolta, devido à lei que garante a liberdade para que a gravidez sofra intervenção em caso de estupro.

Apesar de o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) ter autorizado o procedimento na sexta-feira (14), o Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam), vinculado à Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), negou a realização. Por conta desta negativa, a jovem foi para Pernambuco para tentar fazer o aborto.

A Promotoria da Infância e da Juventude de São Mateus já afirmou que irá investigar se algumas pessoas ligadas a grupos manifestantes foram até a casa da família para pressionar a avó a não autorizar o aborto. O Ministério Público também vai averiguar conversas de pessoas que estariam pressionando a família da criança a não interromper a gravidez.

Agora RN

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Auxílio Emergencial: 1,8 milhão de beneficiários do Bolsa Família recebem a 5ª

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta terça-feira (18) a quinta parcela do Auxílio Emergencial 1,9 milhão de beneficiários do programa que também fazem parte do Bolsa Família, cujo NIS termina em 1. Os pagamentos para esse grupo são feitos da mesma forma que o Bolsa.

Para os demais beneficiários do Auxílio Emergencial, o pagamento está sendo feito em lotes. Desde 22 de julho, a quarta parcela vem sendo paga aos aprovados no primeiro lote (que receberam a primeira parcela em abril). O quinto lote começa a ser pago em 28 de agosto para esses primeiros aprovados.
Para os aprovados nos demais lotes, os pagamentos seguem até 13 de novembro. Veja o calendário completo.
Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

por Caboré Locações Publicado em Notícias

RN registra 57.898 casos confirmados e 2.081 mortes por Covid-19

O Rio Grande do Norte tem 57.898 casos confirmados de Covid-19 e 2.081 vítimas da doença. Os dados estão no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta segunda-feira (17). Outras 231 mortes estão sob investigação.

O estado também registra 22.832 casos suspeitos e outros 98.170 foram descartados. O número de confirmados recuperados segue em 34.186. No novo boletim, os casos inconclusivos, que agora são tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, somam 51.688.

De acordo com a Sesap, o RN tem atualmente 323 pessoas internadas por causa da Covid-19, sendo 243 na rede pública e 80 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 62,06% na rede pública e de 23% na rede privada.

O novo boletim também destaca que 152.710 testes de coronavírus foram realizados no estado desde o início da pandemia, sendo 72.510 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 80.200 sorológicos.

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Homem que estuprou e engravidou menina de 10 anos estava no semiaberto

Acusado de estuprar e engravidar a própria sobrinha, hoje com 10 anos, em São Mateus (ES), R. H. de J., de 33 anos, foi preso por tráfico de drogas em 2011, mas desde março de 2017 estava em regime semiaberto. Foi nessa época, inclusive, que teria se iniciado os abusos contra a garota.

O caso tomou repercussão nacional após a Justiça autorizar a menina a interromper a gestação. O Metrópoles tomou a decisão de divulgar apenas as iniciais do nome do criminoso por respeito à vítima, que é menor de idade e sobrinha do suspeito, e não para preservar a identidade do estuprador. Em função de eles terem laços familiares, a conexão poderia ser feita.

R. H. de J. é procurado pela Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) desde a última quinta-feira (13/8). Na ocasião, policiais foram a um município no estado da Bahia, onde o criminoso tem parentes. No entanto, ele não foi localizado e, desde então, é considerado foragido.

O mandado de prisão foi expedido contra ele no dia anterior, ou seja, na quarta-feira (12/8). Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do estado (SESP) informou que tem empenhado esforços no sentido de localizar o autor do crime e dar cumprimento ao mandado de prisão.

O criminoso abusou sexualmente da sobrinha desde quando a garota tinha 6 anos de idade. Segundo os investigadores, ele ainda ameaçava a menina para que não contasse sobre os estupros a ninguém.

Antes de iniciar os abusos contra a sobrinha, R. H. de J. ficou preso entre maio de 2011 e março de 2018 por tráfico de drogas. Essa informação foi confirmada pela Secretaria de Justiça do Espírito Santo (SJES).

Na ocasião, além de R. H. de J., foram presos Adenilton Hortêncio de Jesus e Emanuele Martins da Silva. Durante a operação da polícia, os agentes encontraram, em uma cestinha de lixo no banheiro, duas armas de fogo calibre .38, devidamente municiadas, além de dois tabletes de crack.

O próprio R. H. de J. teria admitido a veracidade da denúncia, em depoimento, mas disse que as pedras de crack eram destinadas ao uso. No entanto, os policiais teriam confirmado que o trio usava a casa para guardar e traficar drogas, em associação.

Conforme apurado pelo Metrópoles, R. H. de J. cumpriu pena em unidades de regime fechado e semiaberto, sendo a última na Penitenciária Regional de Linhares. A progressão para o regime semiaberto aconteceu em março de 2017, ano em que teria iniciado os estupros contra a menina.

Os casos de estupro só chegaram ao conhecimento da Polícia Civil do Espírito Santo no último dia 8 de agosto, após a criança dar entrada no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, com suspeita de gravidez. Aos policiais, ela contou que era abusada há quatro anos.

R. H. de J. foi indiciado pela prática dos crimes de ameaça, previsto no artigo 147 do Código Penal, e de estupro de vulnerável, previstos no artigo 217-A do Código Penal, ambos praticados de forma continuada, uma vez que os crimes aconteciam há quatros anos.

“Denúncias que auxiliem no trabalho da polícia e contribuam para localização de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque – Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, o sigilo e anonimato são garantidos. No site, é possível a pessoa anexar imagens e vídeos de ações criminosas”, completou a SESP.

Por Metrópoles

por Caboré Locações Publicado em Notícias