Governo do RN anuncia lançamento do edital do concurso da Polícia Civil

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou que vai publicar o edital do concurso público da Polícia Civil nesta quarta-feira (25) no Diário Oficial do Estado (DOE).

“Quero comunicar em primeira mão mais um importante passo. Após 12 anos sem renovação no quadro da Polícia Civil, vamos publicar nesta quarta-feira (25) o tão esperado edital do concurso público para delegados, agentes e escrivães”, disse Fátima Bezerra em uma live na redes sociais.

O concurso prevê 301 vagas, sendo 47 para delegados, 24 para escrivães e 230 para agentes de Polícia Civil. Além das oportunidades, haverá um cadastro reserva.

O último concurso da Polícia Civil foi em 2008, e o anterior, 15 anos antes. Ou seja, em quase três décadas, só houve dois concursos público para a Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

“Há 12 anos que não se faz um concurso pra Polícia Civil do nosso estado. Assim como pra Polícia Militar, há 15 anos que não se renovava os quadros da Polícia Militar também”, disse a governadora.

Na semana passada, a Polícia Militar finalizou um curso com a formação de mais de mil soldados e anunciou uma nova turma para 2021. O último concurso havia acontecido em 2005.

Anunciado em janeiro deste ano, o concurso público da Polícia Civil previa o começo do curso de formação em agosto – para que os profissionais já fossem contratados no início de 2021. No entanto, por conta da pandemia do coronavírus, segundo o governo, o processo estava parado praticamente desde abril.

Segundo a Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol), o RN deveria ter um efetivo de 5.150 servidores na área, mas atualmente conta com 1.325 vagas ocupadas – apenas 26% do ideal.

G1 RN

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Três foram baleados e um morre em Parelhas

Uma pessoa morreu e três ficaram feridas durante um tiroteio na noite desta segunda-feira (23), na cidade de Parelhas, região Seridó do Estado. Entre os feridos estão um adolescente de 12 anos e uma idosa. Segundo a Polícia Militar, quatro homens armados estavam tentando matar um inimigo e acabaram atingindo outras pessoas.

De acordo com a PM, estava acontecendo um bingo que é tradicional no bairro São Sebastião, em Parelhas. Os moradores do bairro estavam na rua marcando as cartelas e por volta das 20h, 4 homens armados chegaram atirando. O alvo seria Francisco de Araújo da Silva Júnior, conhecido como “Noca”, que há cerca de um mês já tinha sido vítima de um outro atentado. A casa dele fica próximo ao local onde o bingo acontecia.

“Por volta de 20h10 nós recebemos o chamado na central dizendo que duas pessoas tinham dado entrada no hospital Municipal, baleadas. Era uma idosa e um adolescente de 12 anos. Quando chegamos lá, fomos informados que tinha mais gente ferida no local onde estava acontecendo o bingo”, contou o sargento José Carlos.

Ao chegar no local, a polícia encontrou Francisco ainda com vida. Ainda de acordo com a PM ele estava dentro de casa, debruçado sobre um revólver calibre 38 de fabricação caseira. Ele foi socorrido pelos policiais, mas morreu pouco depois de dar entrada no Hospital Municipal de Parelhas. A arma foi apreendida pela polícia.

Um homem também levou um tiro no ombro e foi socorrido por populares para o hospital da cidade. Segundo informações da PM, esse homem e o adolescente de 12 anos, que sofreu um tiro nas nádegas, foram atendidos e liberados em seguida. A idosa precisou ser transferida para o hospital da cidade de Currais Novos. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde. A PM confirmou que a idosa e o adolescente são da família de Francisco.

Depois da ocorrência, a PM pediu reforço das cidades vizinhas para realizar buscas. Dois suspeitos foram presos e encaminhados a delegacia da cidade para serem ouvidos. Os outros dois conseguiram fugir. O caso será investigado pela Polícia Civil.

G1 RN

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Acusado de matar dono de bar por causa de cerveja vai a júri popular

A última sessão do Tribunal do Júri Popular, acontece nesta terça-feira 24 de Novembro de 2020, na câmara municipal de Assú, em que vai condenar ou inocentar, a pessoa de Jean Carlos Nunes da Silva, apontado como autor de um homicídio no dia 12 de Outubro de 2016, na cidade de São Rafael. A vítima foi Raimundo Barbosa da Silva, na época com 65 anos.Segundo relato de testemunhas a época, o crime foi praticado por causa de uma cerveja. A Polícia relatou que uma testemunha disse que a vítima estava em seu bar quando o suspeito chegou para comprar cerveja. O comerciante teria dito que não havia mais o produto no bar.

O suspeito foi embora e ficou a poucos metros do local. Tempo depois ele voltou ao bar e desferiu as facadas na vítima, que caiu morta num sofá.

FOCOELHO

por Caboré Locações Publicado em Notícias