Polícia Civil do RN abre inquérito para investigar entrada de bilhetes de criminosos em presídios por meio de advogados

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte confirmou que abriu um inquérito para apurar a entrada de bilhetes de criminosos em penitenciárias do estado, supostamente levados por advogados para seus clientes presos.

Os casos foram divulgados no dia 2 de maio pela Secretaria de Administração Penitenciária do Estado.

Na ocasião, a Seap divulgou mudanças no acesso de advogados aos presídios e informou que enviou os materiais apreendidos à Polícia Civil e ao Ministério Público para abertura de investigação.

Ao g1, a polícia confirmou nesta segunda-feira (9) que o inquérito foi instaurado e está a cargo da Delegacia de Nísia Floreta, na Grande Natal – município onde fica localizado o Presídio Rogério Coutinho Madruga, no complexo de Alcaçuz.

Criminosos apontados como líderes de facções criminosas que atuam no estado estão detidos na unidade. Segundo a Seap, dos 10 casos de bilhetes encontrados com advogados desde o início do ano, sete foram lá.

G1 RN

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s