Como aconteceu a soltura dos acusados

Ontem à noite foram soltos os seis homens suspeitos de tentar assaltar motoristas que trafegavam pela Reta Tabajara na sexta-feira (25) e da tentativa de assassinato contra um vereador de São João do Sabugi. Eles foram soltos durante uma audiência de custódia.

O assunto rapidamente causou a revolta de muita gente. Afinal, eram apontados como os suspeitos da execução dos crimes. O problema é que a polêmica começa no motivo da soltura: o juiz responsável não encontrou, no que foi entregue pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), qualquer comprovação de que foram eles os responsáveis pelos crimes para garantir a prisão.

O que ficou apresentado, segundo o magistrado, foi a “inexistência de instrumentos, armas, objetos ou papéis em posse dos flagranteados no momento da prisão”. Ele ainda ponderou que o carro utilizado para a prática dos assaltos possui as mesmas características, mas que essa semelhança “não se mostra suficiente para indicar a relação direta entre os assaltos ocorridos na BR com os autuados”.

O próprio Ministério Público deu um parecer favorável ao relaxamento da prisão por não verificar a situação da flagrante e por concordar que o que foi apresentado pelos policiais rodoviários foi insuficiente. Todos os seis terminaram sendo soltos.

Por Blog do BG

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Como aconteceu o crime na reta Tabajara

Por G1 RN – Seis homens foram presos na madrugada desta sexta-feira (25) após trocarem tiros com policiais rodoviários federais. O grupo é suspeito de tentar assaltar motoristas que trafegavam pela Reta Tabajara, como é mais conhecido o trecho da BR-304 entre Macaíba e o trevo de acesso à BR-226, na Grande Natal.

Uma das vítimas dos assaltantes foi um vereador do município de São João do Sabugi, que levou um tiro no peito. Levado consciente para o hospital, ele já foi liberado e não corre risco e morte.

Segundo a PRF, o primeiro alvo dos criminosos foi uma Amarok. Mas, o motorista conseguiu escapar da ação e pediu socorro no posto da PRF, em Macaíba. Enquanto os policiais rodoviários seguiam para a Reta Tabajara, os bandidos emparelharam o carro em que estavam, um Fiat Strada, a uma Spin que pertence ao Governo do Estado. Na Spin estavam dois sargentos da PM, dois servidores do Detran e o vereador.

Um dos bandidos atirou contra o motorista da Spin, mas o tiro acabou acertando o peito do vereador de São João do Sabugi, que estava no banco do carona. Após o disparo, o condutor da Spin – que seguia para Caicó – retornou para Natal em socorro ao vereador. Baleado, ele foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, onde foi atendido e liberado no meio da manhã.

Quando os policiais chegaram ao local onde estavam ocorrendo os assaltos, os criminosos estavam prestes a abordar um caminhoneiro. O Fiat Strada foi interceptado, houve troca de tiros e os bandidos presos. A PRF informou que as armas dos assaltantes não foram apreendidas porque foram jogadas no mato e ainda não foram encontradas.

Os criminosos foram reconhecidos e entregues à Polícia Civil, na Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal.

por Caboré Locações Publicado em Notícias