Após fuga de 12 presos, visitas são suspensas no Complexo de Alcaçuz

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) determinou a suspensão temporária das televisitas e visitas presenciais na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, o maior complexo penal do estado. A medida foi tomada após a fuga de 12 presos na madrugada do sábado (17).

De acordo com a pasta, a medida é necessária para a realização de revistas estruturais e pessoais em todas as celas da unidade e avaliação dos procedimentos de segurança.

De acordo com a Seap, os fugitivos são todos da cela 9 da ala A do Pavilhão 4. Ao todo, a cela tinha 22 detentos – 10 deles não fugiram.

Esse é o primeiro registro de fuga na unidade prisional em três anos. A última havia sido em fevereiro de 2018, quando Francisco Carlos dos Santos, de 34 anos, que era considerado um preso de “confiança”, escapou.

Antes do caso de 2018, a última fuga havia sido em janeiro de 2017, durante a rebelião que culminou com a morte de 26 detentos. Daquela vez, o governo confirmou que 56 pessoas fugiram de Alcaçuz.

Buscas pelos foragidos

Na tarde do sábado, viaturas da Polícia Penal estiveram no KM-6 e no Bom Pastor após receber denúncias do paradeiro de alguns fugitivos.

Além de Natal e Região Metropolitana, os comboios também procuraram pelos detentos nos arredores do presídio e na Comunidade de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Existia a suspeita de que eles ainda pudessem estar escondidos na mata.

G1 RN

por Caboré Locações Publicado em Notícias

Deixe seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s